“Síndrome de Down é a melhor coisa que aconteceu comigo.”

Enquanto estava em uma loja, Robb Scott ouviu um menino perguntando ao pai uma simples pergunta: “O que é síndrome de Down?” o pai do menino disse a seu filho que é uma doença de “não saber nada.”

Scott — o pai de um garoto de cinco anos de idade com síndrome de Down — quis corrigir a declaração do homem; Mas, por razões que ele não pode explicar, ele hesitou.

Quando o pai de 41 anos de Truro, Nova Escócia, saiu da loja e entrou no carro, ele tinha decidido que não conseguiria viver com a sua decisão de não ter falado nada. Então ele pegou o seu smartphone e gravou, em lágrimas, um vídeo de cinco minutos que foi viral desde que foi postado no sábado.

O vídeo começa com Scott recontando sua experiência dentro da loja, antes ele explica sua crença de que a síndrome de Down não é uma doença.

Síndrome de “Down é, literalmente, uma das coisas mais belas que já aconteceu na minha vida, ” ele diz a câmara. “Ela é divertida, é brilhante, é incrível, é engraçada, é gentil, é amada, é aconchegante.”

Seu filho, Turner, tem síndrome de Down, disse Scott.

“Pessoas com síndrome de Down são grandes professores,” ele acrescentou, com os olhos marejados de lágrimas. “Ela não é uma doença, não é uma doença. … Nem é uma deficiência.  ”

Não há duas pessoas com síndrome de Down iguais, de acordo com a Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos. A condição — que ocorre quando alguém nasce com uma cópia extra do cromossomo 21 — é muitas vezes acompanhada de dificuldades físicas e intelectuais, tais como uma menor estatura, problemas de saúde e dificuldades de aprendizagem, de acordo com o NLM.

No vídeo, Scott observa que ele quase se aproximou do pai na loja para fazer seu comentário diretamente. Ele não achou que o que o homem disse aquilo por ser mesquinho, mas sim por ignorância. Em última análise, disse Scott a ABC News, o que pareceu mais problemático para ele foi que ele havia perdido um momento que poderia ser usado para educar uma geração mais jovem.

Esta criança estava realmente perguntando, ‘O que é Síndrome de Down?’ — e esta criança é uma folha em branco, “disse Scott. “Eu o deixei aprender algo que não é verdade. Eu deixei seu pai definir isso para ele e isso me bateu forte. Ele era uma criança — uma criança que tem idade do meu filho; e eu poderia corrigi-lo, não de forma rude, e eu não o fiz. ”

Como reflexo sobre o momento de aprendizado perdido, Scott disse que foi compelido a expiar sua indecisão e “karmicamente reescrever o que aconteceu.”

Perto do final do seu vídeo, ele desafia a ideia que as pessoas que leem mais devagar ou não correm tão rápido têm uma deficiência.

Síndrome de Down, ele diz, é “a melhor coisa que aconteceu comigo”.

“Eu acredito que as pessoas são professores e alunos”, ele disse. “Nós somos os dois. Nós temos a capacidade de ensinar as coisas, e nós estamos aqui para aprender as coisas. Um homem bem-educado não tem mais a ensinar do que o meu filho. Ele tem algo diferente para ensinar, mas ele não tem mais a ensinar. ”

Scott contou ao The Washington Post na quinta-feira que ele jamais esperava que o vídeo fosse ter tanta popularidade, mas ele tem sido encorajado pela resposta.

“Se 10 pessoas o ouviram, então eu posso me sentir melhor”, disse ele. “Eu pensei que talvez cinco ou 10 pessoas pudessem compartilhar o vídeo. Mas o que aconteceu foi realmente surpreendente. Eu ainda não tenho palavras porque este vídeo parece ter batido em cheio, profundamente.” Ele acrescentou: ” Eu sinto como se 1,5 milhões de pessoas me dissessem  ‘Esta bem’.”

 

Texto original publicado no The Washington Post. Tradução livre feita especialmente para este Blog.

Ao final da tradução o link da publicação original, onde também pode ser visto o vídeo.

 

https://www.washingtonpost.com/news/to-your-health/wp/2016/02/26/why-this-father-says-down-syndrome-is-the-best-thing-that-ever-happened-to-me/

Sem comentários

Seu email nunca será publicado Preenchimento obrigatório *

*

*